Assassinatos, loucuras e decepções amorosas: os segredos sombrios destes Airbnbs arrepiantes

Alguns destinos carregam segredos macabros e lendas fantasmagóricas, como um diretor de escola paranoico ou uma herdeira enterrada viva. Conheça cinco exemplos de casas e lugares sedutoramente paranormais — e o que você poderá encontrar ao visitá-los.

Por /

 

A Garota do Vestido Amarelo
Nova Orleans, LA

Uma enorme mansão no sul dos Estados Unidos possui um mistério incomum: uma aparição de cabelos escuros que se recusa a ir embora.

Construída no Garden District, a Mansão Parks-Bowman já recebeu inúmeros hóspedes. No entanto, ela também é o lar de uma presença sombria descrita como uma jovem garota de cabelos negros usando um longo vestido amarelo. Ela gosta de perambular pela propriedade, apesar de ter um pouco de dificuldade para andar, costuma cantarolar canções de ninar e de vez em quando esconde os óculos das pessoas.

Depois de se mudar para a casa em 2005, a anfitriã Adrienne Parks ficou sabendo da assombração pelas conversas da vizinhança. Ela descobriu que a garota misteriosa era uma moradora bondosa que até ajudava nos afazeres da casa: “Uma vez um amigo ficou comigo e dormiu no quarto mal-assombrado,” ela conta. “Uma vez ele teve um pesadelo terrível e sentiu alguém fazendo respiração boca a boca nele. Ela o ressuscitou.”

Ao mergulhar na história de 130 anos da mansão, Adrienne aprendeu que seus primeiros moradores eram uma família enorme e próspera. O patriarca da família teve sete filhas e dois filhos, e até onde se sabe todos foram muito felizes na casa por muitos anos. Uma a uma, as filhas se casaram e saíram de casa, até que um dia a mansão foi vendida e transformada em uma pensão e, segundo os rumores, de reputação duvidosa. A casafoi se deteriorando até que um dia foi reformada novamente. No entanto, as aparições da jovem fantasma de cabelos escuros persistiu ao longo das décadas.

Quem é ela? A resposta pode estar no andar levemente manco do fantasma, diz Adrienne. A filha mais nova era “definitivamente a favorita, a caçula da família,” lembra a anfitriã. Um dia uma desgraça enorme ocorreu: a garota sofreu um acidente de carruagem, que a deixou com uma dificuldade de andar. Algum tempo depois, a jovem morreu durante o parto e foi enterrada ao lado do pai na propriedade.

Embora ela seja um fantasma gentil, até hoje ninguém conseguiu resolver o mistério sobre por que ela ainda perambula pela propriedade — ou o que exatamente ela está procurando. A única certeza que todos têm em Nova Orleans é: “Este é um  lugar onde as membranas entre os mundos visível e invisível parecem ser muito tênues,” Adrienne observa. “Certas sincronicidades e coincidências maravilhosas acontecem aqui — e a coexistência é muito produtiva.”

 

Sempre ficamos aqui quando vamos a Nova Orleans. A localização é ótima e a mansão é perfeita e repleta de coisas curiosas, histéricas e às vezes até que mexem com nossa percepção.

Michael, um hóspede da Flórida

 

O Asilo dos Soldados
Gettysburg, PA

Os espíritos de soldados da Guerra Civil ainda estão presentes neste histórico e respeitado hospício que já foi uma casa de fazenda.

Hoje em dia, a Historic Civil War Farm House (Casa de Fazenda da Guerra Civil Histórica, em tradução livre) parece o lugar perfeito para pescar, colher flores silvestres e passar um dia de verão cheio de preguiça. No entanto, há pouco mais de 150 anos a imponente casa de pedra era palco de uma angústia inimaginável. De acordo com moradores  e visitantes da região, ecos do sofrimento podem ser ouvidos até hoje.

A casa estar localizada em Gettysburg, um dos principais campos de batalha da guerra mais sangrenta da história dos Estados Unidos, é mera coincidência. Ao final da Guerra Civil, dezenas de milhares de soldados da Confederação mortos ou gravemente feridos foram carregados pela principal via da cidade. “A coluna de canhões, cavalos, corpos e soldados feridos foi arrastada por aquela rua. Foi uma confusão terrível,” diz a anfitriã Stephani Maitland.

Por uma questão de necessidade, todas as casas ao longo da rota dessa cidade de 2.000 habitantes foram transformadas em hospícios improvisados, para tratar dos feridos e enterrar os mortos — muitos deles foram para a propriedade de Stephani. Médicos e enfermeiras ficaram por lá de sete a oito semanas atendendo a fileiras e mais fileiras de soldados, correndo para aliviar os prantos e gritos dos moribundos.


Ainda é possível ouvir esses jovens desafortunados, embora não com a mesma intensidade. Visitantes relatam aparições, sons de passos e sensações sem explicação. Stephani diz que  sua família só ficou sabendo do passado sofrido da casa alguns anos depois de se mudarem para lá — a partir daí, a explicação para determinados eventos estranhos ficou bem mais clara.

“Quando meus filhos eram menores, um deles costumava acordar no chão enrolado em um cobertor dizendo que pessoas estavam em pé ao seu redor,” ela lembra. Outros viram homens vestindo botas, calças e casacos azuis: o uniforme dos soldados da Confederação. Elas não sabem a identidade desses soldados que perderam suas vidas junto com outros milhares. No entanto, Stephani acredita que eles estão ali para consolar, não atormentar, tornando a casa um destino popular tanto para pessoas de férias quanto para caçadores de fantasmas.

O espaço é muito limpo e bem decorado, foi um prazer ficar lá. Preciso registrar: meu sono foi interrompido por algo que soava como passos pesados, o que achei emocionante.

Sophie, uma hóspede de Sydney, Austrália
 

Moça Que Espera
Lombardia, Itália

Trancada em um quarto pelo seu pai cruel, uma garota desolada ainda clama por seu amante perdido mais de cinco séculos depois.

 

Há uma certa torre alta na propriedade do Castelo “Dal Pozzo” da qual ainda saem suspiros que cortam a noite e onde se vê uma sombra sinistra observando tudo. A assombração tem nome: Barbara. Com mais de 500 anos de idade, ela ainda está remendando seu coração partido.

Seu amante era um capitão chamado Matteo, enviado ao castelo em 1467 para ajudar o Duque de Milão a defender a região de uma batalha que acontecia nas proximidades. Barbara era uma jovem mulher conhecida por sua beleza, virtude e generosidade, e seu pai havia prometido sua mão a um vizinho para consolidar uma importante aliança política.

Porém, foi com Matteo que ela encontrou o amor verdadeiro. Ao avistar Barbara pela primeira vez, o capitão também foi enfeitiçado por ela. O desejo dos dois era mútuo, e o casal aproveitou cada oportunidade para alimentar seu amor dentro dos longos corredores do castelo. Certa vez, eles se encontraram na capela do castelo, onde selaram seu amor eterno com um beijo.

Infelizmente, “aquelas promessas de amor acabaram não significando nada”, diz Aimone dal Pozzo, anfitrião do castelo da família.

À medida que a despedida inevitável de Matteo se aproximava, Barbara planejou fugir com ele. No entanto, ao suspeitar que algo de ruim poderia estar prestes a acontecer, o pai de Barbara a confrontou. Ele ordenou que ela esquecesse dele e a trancou na Torre do Castelo. Matteo foi obrigado a ir embora e foi exilado na França, onde se casou com outra mulher.

Barbara nunca soube disso, e ficou esperando em vão pelo retorno do seu amor. Mesmo com os dias se transformando em semanas, ela se recusou a sair da torre, nem para comer ou ver sua mãe, e aos poucos foi desfalecendo por puro desespero.

Aimone diz que ela continua por lá, esperando.

 

Alguns dizem que já viram uma sombra olhando pela janela, como se alguém estivesse observando o lago: a crença popular diz que é o fantasma da bela Barbara que ainda caminha incansavelmente pela Torre do Castelo em busca de seu amor perdido.

Aimone, un anfitrião
 

A Herdeira Que Morreu Duas Vezes
Buenos Aires, Argentina

Uma socialite glamourosa teve uma morte trágica — duas mortes, para ser mais preciso. Agora ela perambula sem parar por um cemitério, cuidando dos outros.

Localizado bem no meio de um dos bairros mais modernos de Buenos Aires, o Cemitério de La Recoleta é uma presença inquietadora entre restaurantes e lojas chiques. Eva Peron e muitas outras personalidade históricas da elite argentina estão enterradas lá. Porém, o local também é atormentado por lendas macabras.

Uma das mais famosas envolve uma mulher, Rufina, que havia acabado de completar 19 anos quando sua mãe encontrou seu corpo sem vida. Ou pelo menos foi isso que ela pensou.

Nascida em uma família rica, Rufina iria herdar uma grande fortuna vinda da criação de gado. Certo dia, a caminho de um show, a socialite esplendorosa do início do século XX caiu de repente. Alguns dizem que foi devido ao choque de descobrir um segredo terrível; outros alegam que sua mãe lhe deu tranquilizantes. Não demorou muito para os médicos declararem a causa de sua morte: um ataque cardíaco fulminante. Um funeral foi organizado e o corpo de Rufina foi sepultado em um dos mausoléus mais ornamentados do cemitério.

Alguns dias depois, o verdadeiro pesadelo começou quando um funcionário do cemitério percebeu que o caixão havia sido movido e estava com a tampa rachada e danificado. Foi então que ele fez uma descoberta horripilante: Rufina havia arranhado o caixão por dentro em uma tentativa de escapar, ou seja, não havia nada de errado com seu coração. Ela foi enterrada viva.

Ainda existe um tributo à Rufina na Recoleta, mostrando-a com sua mão segurando a alça da sua tumba. Alguns dizem que seu espírito também continua por lá, vagando pelo cemitério durante a noite, abrindo as tampas dos caixões dos outros para garantir que ninguém mais tenha o mesmo destino terrível que ela.

 

Câmara da Loucura
York, Reino Unido

Esta câmara está em uma das cidades mais assombradas e sangrentas da Europa.

O apartamento tem mais de 600 anos e tem o apelido misterioso de “A Câmara“. O nome, no entanto, é apenas o começo. Visitantes sentem o clima sombrio do local estranho e amadeirado, com direito a sons de batidas inexplicáveis à noite.

A Câmara é um dos marcos desta que é considerada uma das cidades mais assombradas do mundo, uma fortaleza antiga que perdura desde o Império Romano. O lugar carrega consigo inúmeras lendas de crueldade e sangue: invasões dos vikings, assassinatos e execuções. Uma das lendas mais conhecidas é a de um diretor de escola cruel cujo peso na consciência acabou levando-o à loucura. Em uma região do subúrbio da cidade, um homem chamado George ficou incumbido de juntar as crianças órfãs e maltrapilhas e colocá-las em um instituto conhecido como a Escola Esfarrapada. As condições eram péssimas, mas George perdia dinheiro a cada criança que morria. Assim, ele começou a enterrar os corpos dos órfãos na propriedade.

le acabou tomado pela paranoia e passou a se afogar no álcool para silenciar os gritos que ele ouvia — dos órfãos tentando sair de suas covas rasas. Ele não conseguiu conter a culpa que o atormentava  por muito tempo, e confessou sobre as vozes para as pessoas da cidade. Considerado louco, ele foi mandado para um asilo próximo, onde se enforcou pouco tempo depois — reclamando do choro dos órfãos até o último momento. A Escola Esfarrapada é apenas uma das muitas lendas de loucura e desgraça que assombram a antiga cidade de York.

O apartamento é muito, muito antigo e possui uma personalidade igualmente antiga, os fantasmas são gentis e a parafernália sinistra é super divertida. Seria uma loucura não se hospedar aqui.

 Jason, um hóspede de Brighton, Reino Unido

*Todas as acomodações mencionadas nesta publicação servem unicamente para inspirar e ilustrar seus planos para uma viagem sinistra. O Airbnb não recomenda ou endossa estas acomodações ou quaisquer outras acomodações anunciadas em nossa plataforma.